Sinterklaas (São Nicolau): Como é comemorado o dia do Verdadeiro Papai Noel




A Casa na Mala está participando hoje de uma Blogagem Coletiva com vários blogs amigos, com o intuito de levar até você várias dicas, curiosidades e roteiros de viagem com temáticas natalinas. 

Eu vou contar um pouco como foi meu primeiro dia de São Nicolau e sobre a história do santo que deu origem ao Papai Noel. 


Um pouco da história de São Nicolau e do Papai Noel

Sinterklaas (Saint Nicolas, em francês – Sankt Nikolaus, em alemão - São Nicolau, em português) é uma figura muito tradicional dentro das comemorações natalinas na Europa Central.



Ele tem barba branca e usa roupa vermelha, mas não é o Santa Klaus (como o nosso Papai Noel é conhecido em inglês). O nome inglês é uma adaptação do nome como o personagem é conhecido nos Países Baixos. Na época das colonizações, no séc. XVII, os holandeses levaram suas tradições à sua colônia Nova Amsterdã, atual Nova Iorque. Sinterklaas (holandês), passou a ser Santa Claus (inglês).

Agora que já sabemos da derivação dos nomes, vou usar os nomes em português para facilitar a explicação. Lembrando: São Nicolau  (Sinterklaas) e Papai Noel (Santa Claus).

A história do Papai Noel é baseada na lenda do São Nicolau, mas ganhou  vida própria, com um bom velhinho gordinho e vivendo no Polo Norte. Essa figura popular nas Américas, aparece pela primeira vez em 1862 na revista americana Harper’s Weekly, desenho do cartunista Thomas Nast. Mas diz uma lenda, uma das mais tradicionais, que o Papai Noel gordinho e rosadinho ficou popular mesmo só em 1931, depois que a Coca-Cola usou o bom velhinho como garoto-propaganda em uma série de anúncios. À partir daí, adeus espírito natalino de amor e fraternidade, de celebração à vida, de doação… de comemoração ao nascimento de Jesus (mesmo que haja controvérsias sobre a verdadeira data de seu nascimento). Entra o consumismo, o materialismo, o capitalismo selvagem, compras, compras, compras… (Deixa quieto, foi só um desabafo). Quem tiver interesse nessa parte, dá uma olhada na história completa contada pela própria Coca- Cola.

Uma das caricaturas de Santa Claus feita por Thomas Nast, de 1881. 

Antiga publicidade da Coca-Cola. (Foto:TheCocaColaCompany)

Voltemos à história do São Nicolau e como é a comemoração na Europa Central, especificamente, na Antuérpia.

Nicolau foi um bispo da Igreja Católica em Mira, atual Turquia,  que viveu no séc. IV, declarado São Nicolau de Mira, devido suas obras assistenciais, principalmente às crianças e aos muitos milagres atribuídos a ele. Teria sido um homem muito rico que passou a vida dando presentes aos pobres. E assim foi aumentando sua fama.

Padroeiro das crianças, dos marinheiros e mercadores, é ainda padroeiro da Rússia e da Grécia.

Seu dia é comemorado em várias partes da Europa. Comemoração essa, que se parece à nossa da véspera de Natal, só que em  outro dia.

Mosaico de São Nicolau numa igreja na Sérvia. (Foto:Tone


Comemoração na Antuérpia (Bélgica)

No dia 6 de dezembro (dia da morte do santo verdadeiro), São Nicolau chega à cidade para dar presentes às crianças que se portaram bem. Antes, em meados de novembro, dá uma passadinha pelas cidades para dar um sermãozinho. Outra particularidade, é que ele chega em um barco vindo da Espanha O.o e daí sai repartindo doces numa cavalgada.  Uma das explicações do por quê ele vir de lá, seria por causa da grande produção de laranjas que há na Espanha, fruta muito típica nas festas daqui. Até que chegar num barco e depois sair por aí num cavalo branco tem seu encanto. Em BH, me lembro que o Papai Noel era mais moderno, chegava de helicóptero a algum grande Shopping.



O ajudante do São Nicolau é o Zwarte Piet (Pedrinho, o negro), um pajem negro vestindo roupas renascentistas. Assim como vários personagens fantásticos, sua origem é incerta. Há uma versão que diz que era um demônio derrotado por São Nicolau e convertido em seu ajudante; há outra que fala que ele era um servo etíope que teve sua liberdade comprada pelo santo; e tem até uma versão que diz que ele tem a cara escura por descer pelas chaminés.

Sua figura é bastante controversa nas regiões onde é tradição, como Países Baixos e Bélgica, sendo considerado por muitos um estereótipo racista a ser erradicado. Uma imagem humilhante e obsoleta do passado colonial holandês.
Já os defensores vêem uma tradição infantil sem nenhuma conotação racista.

Na Antuérpia, São Nicolau e seus Zwarte Pieten chegaram no seu barco à vapor no dia 14 de novembro, sendo recebidos por umas 10 mil pessoas. Fez o trajeto do Rio Escalda (Schelde) até a Prefeitura (Stadhuis), na Grote Markt, de onde fez um discurso acompanhado de Ramón e Conchita García, o cuidador do cavalo e a governanta de São Nicolau. O.o 

Sinterklaas discursando, à direita. À esquerda, Ramon, o cuidador do cavalo do santo e sua amada, a governanta Conchita García,  e um homem com uma flor que não faço ideia do que representa.



Não entendi nada, mas os pais direcionavam umas caras aos filhos, imagino que era alguma coisa do tipo: “Viu, só! O São Nicolau diz que você tem que ser bonzinho pra ganhar presentes”.

Teve um showzinho na praça, tudo devidamente transmitido ao vivo pela televisão local.

E depois, pernas-para-que-te-quero, que fazia um frio do caramba!

No dia 6 de dezembro (em alguns lugares dia 5), voltam São Nicolau e sua trupe, e as pessoas trocam presentes, exatamente como fazemos na noite de Natal, fazendo de conta que foi o santo quem deixou num sapatinho na chaminé para os que se comportaram. (Os que não se comportaram também ganham).

No dia de Natal, as famílias se reúnem para um almoço e contam histórias tradicionais. Alguns ganham presentes também do Papai Noel. Culpa do consumismo, ops, da globalização! 

E agora, que tal conferir as dicas de outros blogs, e assim, aproveitar o Natal da melhor maneira possível? Tem muita coisa legal:

NOVA YORK - Família Viagem - 10 atrações de Natal em Nova York

ALEMANHA - Ligado em Viagem - Dicas de comprinhas e comidinhas de Natal na Alemanha

BELO HORIZONTE - Destinos por onde andei... - Luzes de Natal em BH

NEW YORK - Cantinho de Ná - Como ver o Natal em New York em 10 passos

ORLANDO - E aí, Férias! - Dicas para aproveitar seu Natal em Orlando

AACHEN - A Li na Alemanha - Weihnachtsmarkt 2015 - A Feira de Natal de Aachen

HOUSTON - Vida de Estrangeira - Eventos Natalinos em Houston

PELO MUNDO - Nat's Corner - Natais dos Sonhos

ITÁLIA /ROMA - Blog VoupraRoma - Como é o Natal em Roma?

CURITIBA - Pequeno Grande Mundo - Curitiba: a Capital do Natal em dezembro

ROTHENBURG OB DER TAUBER - Trilhas e Cantos - Käthe Wohlfart: uma loja onde é Natal 
o ano todo

HOLANDA - Turista Fulltime - O Natal na Terra dos Tamancos

MONTEVIDÉU - Viajando por Aí - A Magia do Natal no Uruguai

ORLANDO - Viajando em Familia - Como é o Natal na Disney?

RIO DE JANEIRO - Por Aí com os Pires - Árvore da Lagoa - A Maior Árvore de Natal Flutuante do Mundo

12 comentários

  1. É sempre bom conhecer novas histórias e confesso que não sabia a diferença entre os personagens!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me lembro que minha mãe falava que o Papai Noel se chamava Nicolau, mas a diferença mesmo, só fui saber quando vim morar na Bélgica!

      Excluir
  2. Mto bom esse post. Não sabia desta história! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Também não sabia! Morando na Bélgica que comecei a "fuçar" a vida dos dois.

      Excluir
  3. E post de Natal é cultura! Adorei e vou passar pra meus meninos lerem, gostei muito de saber detalhes da história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Cynara! Espero que eles também gostem!

      Excluir
  4. Visitei a Antuérpia no dia 02 de agosto deste ano (2015), dia do aniversário do meu marido, que tem uma avó nascida lá. Adoramos a cidade e toda a energia que emana. Em seu post, vi que no Natal é ainda melhor, espero voltar nesta data. Parabéns pelo belíssimo post e informações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As decorações e festas de Natal aqui são lindas, mas eu ainda prefiro a cidade no verão, não me acostumo com o frio! Muito legal a data e o motivo da viagem!!

      Excluir
  5. Gente, vivendo e aprendendo né?! Não conhecia essa história! Fui pra Bélgica em Dezembro 2011 ( Bruxelas, Bruges e Antuerpia ) mas não cheguei a ver essa festa. Só mesmo os mercados de Natal (lindos por sinal) e as decorações. Aliás, cidades lindas viu, como de filme. :) Feliz Natal pra você!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho a Antuérpia linda, principalmente o centro. Fim-de-semana vou visitar o mercado de Natal e posto alguma coisa. E você tem que voltar pra conhecer Gante!

      Excluir
  6. Adorei! Muito interessante, em cada parte do Mundo um natal diferente! Belo Post!
    Bom natal e bacio di Roma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade! Em alguns lugares é tão diferente do que estamos acostumados, mas cada um tem sua beleza! Grazie! :)

      Excluir

Back to Top