Coisas que Você Precisa Saber Quando Viaja no Inverno

viajar no inverno

Apesar de eu detestar o frio, viajar no inverno pode ter algumas vantagens: em lugares que nevam, ver a neve rs, preços mais em conta que no verão, mercadinhos de Natal... Contei nesse post aqui sobre qual a melhor época do ano para viajar à Europa.

Se você vai pra lugares como Europa ou Estados Unidos onde o frio é mais intenso, é bem possível que a sua viagem tenha alguma tempestade ou onda de frio.

E vamos combinar, não é nada agradável esse frio que a gente sente até no osso ou que congela a mão quando a gente tenta tirar uma foto. O bom é que temos roupas com tecidos "tecnológicos" e alguns truques a nosso favor.

Pra amenizar o frio e fazer valer cada segundo da sua viagem, aqui tem algumas dicas pra você não congelar, que foram tiradas de experiências próprias e em pesquisas, já que estamos indo morar num lugar com frio intenso (surpresa!) e talvez precisaremos de alguma roupa mais apropriada. 


1 - O Que Vestir


No inverno a gente se veste no estilo cebola, por camadas. Mas pra não ficar parecendo um boneco de neve, é importante colocar as camadas de baixo com roupas quentinhas, mas finas. Quanto mais frio, mais camadas podem ser necessárias.

viajar no inverno
Foto: Medialab

Primeira Camada

A primeira camada é a mais importante. As roupas térmicas cumprem as funções de ficar ajustadas no corpo mantendo o calor corporal, permitir a transpiração e não reter líquido. Podem ser essas roupas de esportistas, em material sintético. Esquece do algodão nessa camada, pois absorve a umidade (suor) e demora a secar, levando ao esfriamento do corpo. 

Segunda Camada

Na segunda capa você pode colocar roupa normal, mas dê preferência para tecidos quentinhos: lã, tweed, flanela, veludo, polar... Se for um frio extremo, coloque uma jaqueta quentinha a mais. A calça jeans não é recomendada pra temperaturas muito abaixo de zero, já que é um tecido que esfria muito. Eu usei com uma legging debaixo num frio de -4ºC e aguentei bem.

Saiba que em locais frios, há aquecedores dentro das casas e lojas. Assim, essa é a camada que vai aparecer quando você tirar a terceira camada. Por isso, pense um pouquinho na parte estética também!

Terceira Camada

Três capas devem ser suficientes pra um frio até uns -5ºC. Passei dois invernos assim na Bélgica.  Mais frio que isso é melhor ir pensando em comprar também um casacão ou roupa especializada pra neve.

Então, invista numa boa jaqueta de pluma que pesa pouco, mantém bem o calor corporal, é impermeável e corta o vento. Há bons modelos com pluma sintética, assim a gente não fomenta o maltrato animal. Como já disse, vou me mudar pra um lugar muito frio, estou pesquisando e namorando um modelo Ultra Light Down da marca Uniqlo, já vi muuuuuita gente falando bem, inclusive a Claudia do blog Aprendiz de Viajante. Mas se for temperatura muito abaixo de zero, acho que vou precisar de outra camada mesmo. Estive olhando também roupas na Decathlon, porque aqui na Europa tem bons preços e roupas especializadas em todos os esportes (no meu caso, andar na neve! rs)

Atualização: acabei optando por uma jaqueta e um sapato na Decathlon mesmo! Até agora, aguentou bem frio de -2ºC com vento, e meia hora de caminhada na neve com meias normais. Comprei nas liquidações de inverno, então o preço pode variar. A jaqueta custou 39,90 euros e os sapatos 34 euros.(valores diferentes da foto).

Nesse post aqui tem dicas pra comprar nas liquidações européias, que acontecem duas vezes no ano.

roupa inverno


viajar no inverno

viajar no inverno

Acessórios

É muito importante proteger as extremidades do corpo. Melhor ainda se os acessórios forem de material impermeável, porque molhados não vão adiantar de nada e ainda podem piorar a situação.

Para as mãos, hoje em dia, felizmente há luvas sensíveis ao touch screen. Ajuda muito na hora de tirar fotos ou ter que olhar o celular. Se for um lugar com frião bravo (abaixo de -10ºC), talvez um segundo par de luvas seja necessário. Melhor se é dessas em que os dedos ficam unidos, assim se forma uma espécie de bolha de ar quente dentro, diferente das luvas normais, em que os dedos estão separados e mais expostos ao frio. 

Na cabeça, eu uso gorro com proteção pras orelhas, porque qualquer ventinho no ouvido e já me dá otite, sinusite, renite e tudo ite. E dá pra aproveitar o gorro do casaco também. Perdemos cerca de 40% do calor corporal pela cabeça, não dá pra brincar, tem que tapá-la mesmo.

Nos pés, esquece também das meias de algodão, porque retém a umidade e você pode congelar. Aqui também valem as meias térmicas e em caso de muito frio, meias de lã por cima. Os sapatos devem ter o solado grosso, quanto mais longe seus pés ficarem do chão, melhor. E se o lugar for muito frio e você estiver planejando colocar mais de uma camada de meias, o sapato deve ter um ou dois números a mais pra você ficar confortável e pra que o calor gerado pelos seus pés possa circular dentro.

viajar no inverno

Outro acessório importante é o cachecol. Protege seu pescoço e evita que entre ar frio para o peito. Gosto muito dessas proteções de neve para o pescoço, o neck warmer.

2- Faça Exercícios

Quando o frio aperta, as primeiras partes do corpo que sofrem são as extremidades. Um jeito rápido de dar uma aquecida é movimentar-se, nem que seja dar uns saltinhos ou umas palmas. O importante é fazer o sangue circular e não deixar as extremidades adormecerem.

Só tome cuidado pra não suar, caso contrário a sensação de frio será muito maior.

3- Proteja-se do Vento

O corpo perde calor muito rápido quando há vento, e em casos extremos, as partes expostas podem até congelar. Tem um índice, o windchill, que mede a sensação de frio baseada na intensidade do vento. 

Então, num dia com ventania, não vista-se só olhando o termômetro, pois a sensação térmica pode ser de mais frio ainda.

Por exemplo, num tempo com vento de 25 km/h com uma temperatura de 0ºC, a sensação térmica chegaria a -10ºC.

viajar no inverno

4- Cuidado com os Aquecedores

Um pouco de cuidado com as lareiras e aquecedores a gás. Apesar de eu nunca ter visto um aquecedor a gás aqui "pelas Europa" e das lareiras serem bem construídas, dê uma ventilada no ambiente de vez em quando pra evitar acúmulo de monóxido de carbono.

Deixe os aquecedores longe de materiais que entram facilmente em combustão, como roupas e produtos de limpeza. 

E se precisar fazer fogueira, não tenho dica porque não sei fazer hahaha Mas sei que tem que estudar bem o lugar e a legislação local.

5- Hidrate-se

A gente costuma associar a desidratação com o verão e o calor, mas saiba que no inverno isso também acontece. Com o frio, a sensação de sede diminui e a gente não presta muita atenção nos líquidos perdidos pelo corpo. 

A recomendação de ingerir 2 litros de líquido por dia também vale no inverno. Mas saiba que esses 2 litros são conseguidos, além da água, também através das frutas, sucos, chás, caldos e até dos alimentos. 

Além disso, pra evitar a desidratação, quando for ficar muito tempo em locais fechados, vale tirar uma capa de roupa e acessórios. Com tanta roupa é claro que você vai suar.

Não se esqueça de hidratar a pele com um bom creme e um bálsamo pros lábios.

6- Cuidado com a Neve

Passear pela cidade nevada pode render lindas fotos, mas tem um grande perigo pra saúde e pra dignidade: os tombos!

Quando for passear, use sapatos com desenho no solado (que o solado não seja liso) e procure andar onde tenha algo de neve no chão.

Isso porque é muito perigoso andar na neve já pisada por um monte de gente. A neve prensada acaba virando uma capa de gelo, você vai reconhecer porque começa a ficar transparente, e escorrega muito. Outro caso, é quando a neve derrete, vira uma poça de água e essa poça congela de novo. Mais risco de quedas.

Mas se não tiver jeito mesmo, imite a natureza, faça como os pinguins! Projete o corpo um pouco pra frente, ande a passos lentos e curtos apoiando toda a planta dos pés, que devem apontar um pouco pra fora. Use os braços abertos pra ajudar a manter o equilíbrio.

viajar no inverno

7- Descanse

Se no meio da sua viagem teve aquela tempestade fria, ou se você tiver mesmo com preguicinha de colocar o nariz pra fora do hotel numa manhã gelada, não esquenta! Ou melhor, esquenta!

Você pode ficar no hotel ou em casa lendo um livro aos pés da lareira com uma xícara de chocolate quente. Pode também ficar debaixo das cobertas vendo um filme abraçadinho com o love. Ou pode até mesmo estudar seus próximos passos na viagem, se vai precisar de mais roupa ou mudar rotas.

Não tem porque ser um dia perdido.
Bom, eu detesto o frio, mas vamos tentar ver o lado positivo além dos preços mais em conta e das filas vazias! Viajar nessa época pode ser uma experiência inesquecível. É inegável a beleza da luz mágica e misteriosa sobre os telhados cobertos de neve. Só temos que estar bem preparados!





7 comentários

  1. Adoreiiiiiii! Vontade de ir prá onde vc vai. rsrsrsr
    Ilma

    ResponderExcluir
  2. Amei as dicas, veio a calhar porque vou para Noruega agora no início de Abril e lá ainda está frio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ainda está fazendo muito frio no norte da Europa. É rezar pra primavera dar as caras de vez!! hahaha Espero que o post te ajude mesmo, obrigada!

      Excluir

Back to Top