Cemitério e Memorial Americano na Normandia

Tô cada vez mais apaixonada com as histórias da 2ª Guerra Mundial, de um jeito respeitoso e triste. Sobretudo com as histórias do Desembarque na Normandia (Operação Overlord), o famoso Dia D, que aconteceu em 6 de junho de 1944.  O desembarque das Tropas Aliadas nas praias dessa região francesa foi a maior operação anfíbia da história e o começo da libertação da Europa que estava quase toda ocupada pelos nazistas.

Muitas foram as baixas em ambos os lados, entre feridos e mortos.
Uns 100.000 soldados (40.000 Aliados e 60.000 alemães) morreram na Normandia durante os combates no verão de 1944. Alguns foram repatriados aos seu países de origem, principalmente os americanos. A maioria foi enterrada na Normandia em 27 cemitérios: 16 britânicos, 2 canadenses, 2 americanos, 1 polaco, 1 francês e 5 alemães.

Um dos mais impressionantes é o Cemitério e Memorial Americano na Normandia.





Logo após o Dia D, foi criado um cemitério provisório no povoado de Saint Mère Eglise, onde foram enterrados mais de 20.000 soldados. Após o final da Guerra, mais da metade foi repatriada aos Estados Unidos e o restante foi transladado ao atual Cemitério.

Situado em Colleville-Sur-Mer, ocupa uma área de 70 hectares perto de uma das praias do desembarque, a Omaha (também conhecida como Omaha Sangrenta).
Possui 9387 tumbas com cruzes brancas de mármore perfeitamente alinhadas, como numa parada militar. Em alguns casos, a Estrela de Davi, para os soldados judeus.
Lindo de se ver, independentemente do ângulo!








Há também o Jardim dos Desaparecidos, onde, numa parede semi-circular, estão gravados os nomes de 1557 soldados.

Conta também com monumentos, capela e um Centro de Visitantes.

O terreno onde está o cemitério foi cedido aos Estados Unidos pela França, assim como o de todos os outros cemitérios americanos em território francês.

Está aberto ao público todos os dias (exceto 25 de dezembro e 1º de janeiro), de 9h às 18h, no período de 15 de abril a 15 de setembro, e de 9h às 17h durante o resto do ano.

Um belo exemplo do tão conhecido patriotismo americano. Eles realmente sabem como recordar e homenagear seus heróis!
(Faltou uma foto com a bandeira americana, né!)



E uma curiosidade:

Esse cemitério aparece em pelo menos dois filmes:

Um parece óbvio: O Resgate do Soldado Ryan. Já o outro... que medo: A Profecia.



Nenhum comentário

Back to Top