Cerveja Belga: Uma Experiência Cultural

cerveja belga

Não é à toa que a Bélgica é considerada um paraíso para os amantes da cerveja de todo o mundo. Os números não enganam: são mais de 600 tipos de cerveja, 1500 marcas, 160 fábricas e 1% da produção mundial. O assunto é levado a sério pelos belgas. Para eles, é mais que um produto, é uma tradição. Além de garantir a qualidade e os postos entre as melhores cervejas internacionais, garantiu também o reconhecimento da UNESCO, que declarou a cultura cervejeira belga como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.


Cerveja artesanal, cerveja preta, cerveja frutada, cerveja trapista, cerveja de abadia, cerveja branca, cerveja Lambic... As opções são infinitas e sua variedade, sabor e caráter são os grandes atrativos da cerveja belga.


mapa cerveja belga
Mapa da Bélgica: Cada nomezinho é uma cervejaria.

O Que Faz a Cerveja Belga Ser Especial?


Já falamos da variedade, sabor e caráter. Além disso, é uma bebida cheia de história. Sua fabricação na região vem desde o século XVII nas abadias e monastérios, época em que era mais seguro beber uma cervejinha do que a água insalubre da Idade Média.

Ao longo dos séculos, os métodos de elaboração foram evoluindo até os métodos artesanais atuais, considerados uma arte. A cerveja é produzida com paixão pelos mestres cervejeiros em todo o país, fazendo-a parte importante da gastronomia típica, usada em receitas de queijos e pratos locais.

Em cada província há clubes, museus, fábricas, festivais, cursos de formação e incontáveis bares e restaurantes dedicados à bebida. E claro, não falta o consumidor final! Os belgas amam não só fazer a cerveja, bebê-la é a parte mais prazerosa.

Eles pensam em cada detalhe! Pra dar um toque de requinte, cada cerveja tem seu copo personalizado. Pode parecer esnobismo, mas cada copo tem a forma adequada para melhorar o sabor da cerveja para a qual foi desenhado.

cerveja belga
Duas paixões belgas: bicicleta e cerveja.

Elaboração

A cerveja belga é feita tradicionalmente com água, cevada, lúpulo e levedura. Podem ser acrescentados trigo, arroz ou milho para ajudar na estabilização da bebida.

Cada cervejaria tem sua levedura, cada uma com características próprias que contribuem, junto com os diferentes tipos de malta e lúpulos, para dar o sabor único e exclusivo de cada cervejaria. A cerveja pode fermentar em barris de madeira ou submeter-se a uma fermentação em garrafa.

Como toque especial, podem ser acrescentadas ervas aromáticas, frutas ou especiarias.

fábrica de koninck
Maquete da fábrica da De Koninck

Estilos de Cerveja

As cervejas são classificadas de acordo com o método de fermentação.  São quatro: 

  • Fermentação Baixa - Pilsner ou Lager 

A fermentação é feita a baixas temperaturas (entre 5º e 10ºC). A levedura se deposita no fundo do alambique depois de alguns dias. São cervejas "leves" e douradas. Ex. Cervejas: Stella ArtoisPrimusVedett e Jupiler.


cerveja vedett
Ops, esse copo não é o da Vedett!

  • Fermentação Alta - AleAmber, Trapistas, Saison, dentre outras  

São usadas temperaturas mais elevadas, entre 15º e 25º. Além disso, a levedura flutua na superfície. São cervejas encorpadas, com sabores complexos e com toque de frutas ou especiarias. É  a base para a maioria das cervejas belgas. Ex. Cervejas: Tripel Karmeliet, De Koninck, Duvel, Gouden Carolus, Orval, Hoegaarden e Liefmans.


cerveja trapista


  • Fermentação Espontânea - Lambic e Geuze 

Nesse processo, o lúpulos é exposto ao ar livre. É um processo exclusivamente belga, feito na região de Bruxelas. É uma cerveja seca e amarga e melhora com o passar dos anos na garrafa, assim como o vinho. Ex. de Cervejas: Oude Kriek e Oude Geuzen.

  • Fermentação Mixta 

Também é um processo exclusivamente belga. Fermentação típica das cervejas escuras. De modo geral, se usa como matriz uma cerveja de fermentação alta e parte dela é armazenada em barris de carvalho durante 1 ano e meio ou mais. Durante esse tempo, é produzido ácido lático na fermentação, e então, essa cerveja é misturada com cervejas "jovens" de fermentação alta.
Ex. de cervejas: Vicaris, Cuvée Watou, Vlaams Bruin, Rodenbach, Bourgogne des Flandres e Oud Bruin.

cerveja fermentação mixta
Esse copo também não é da Bourgogne des Flandres!

Alguns Lugares Para Degustar Uma Deliciosa Cerveja Belga 

Há lugares que são muito recomendados pra degustar a boa cerveja belga, por isso mesmo, acabam sendo muito turísticos. Conheci muitos desses lugares e realmente vale a pena visitar, mas não se prenda a essa lista. A Bélgica tem inúmeros bares e tavernas maravilhosos onde dá pra desfrutar desse ambiente apaixonado que o belga tem pela cerveja.

E essa lista é com o nome dos bares das principais cidades. NÃO é da cerveja de cada região.

Pra saber um pouco mais sobre as abadias que fazem cerveja trapista, dá uma olhada nesse post.

westmalle
Westmalle

Bruxelas

- La Mort Subite
- Delirium Café
- Brasserie Cantillon

delirium café
Delirium Café em Bruxelas

Gante

- De Dulle Griet
- Waterhuis

cerveja belga gante
De Dulle Griet, em Gante


Bruges

- De Halve Maan
- 2be

Antuérpia

- De Pelgrim
- Café Trappisten (Westmalle)

Mechelen

- Het Anker

Westvleteren

- In De Vrede

Leuven

- Domus 
- Oude Markt


A gente pode conhecer a Bélgica toda indo de taverna em taverna, pelo menos já sabemos que é uma rota cultural!

Isso sim, beba com moderação! O teor alcoólico delas não é nada baixo e o risco de ressaca e alcoolismo é igual de grande!

loja cerveja belga


5 comentários

  1. As cervejas belgas são realmente sensacionais! Milhares de rótulos deliciosos... e cada bar, uma opção diferente, especialmente preparada para o estabelecimento! Amamos o nosso passeio cervejeiro por Bruxelas e Bruges. Beijao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Um passeio cervejeiro pela Bélgica é imperdível (e gostoso rs)!! :D

      Excluir
  2. Parabéns pelo post! Muito bom.

    ResponderExcluir
  3. Com certeza a melhor cerveja do mundo! Parabéns pelo artigo.

    ResponderExcluir

Back to Top